30 de dez de 2010

It's over

___Três anos. Foi o suficiente para descobrir inúmeros universos diferentes. Cada qual no seu, com suas respectivas vontades e seus devidos sonhos. O tempo passou, desentendimentos, discussões, gritos, risadas, brincadeiras e cumplicidade. O Ensino Médio é o período da vida de uma pessoa em que a mente está processando um turbilhão de informações. O corpo passa por transformações, os sentimentos começam a ser definidos. Para alguns essa é a melhor época da vida, para outros, a mais traumatizante.
___Tive sorte de ter conhecido pessoas maravilhosas, cada um a sua maneira. Os quietinhos, os enérgicos, os ignorantes, os dóceis, os estudiosos, os preguiçosos, os brincalhões, os mais reservados... Mas no fim sempre tivemos algo em comum: a união. 
___Agora, um ciclo de nossas vidas se fecha. Alguns irão para a faculdade, outros não. Alguns alcançarão o sucesso profissional, outros não. Alguns talvez mantenham contato, outros podem desaparecer sem nunca mais darem notícias. Mas tenho absoluta certeza de que todos amadurecerão. Como sempre, casa um a sua maneira. Um dia nos encontraremos e poderemos relembrar tudo que passamos, mas é inevitável que, hoje, a saudade aperte no coração.
___É uma sensação diferente. Como se de agora em diante fôssemos realmente responsáveis por tudo que faremos. Quando brigávamos, quase sempre tudo acabava em boas risadas. De hoje em diante talvez não seja mais assim. A responsabilidade começa a pesar.  As memórias permanecerão pela eternidade. O Ensino Médio se foi, mas o aprendizado - e a vida - continuam.

"Um dia você aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer
mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida,
mas quem você tem na vida."
William Shakespeare 

26 de dez de 2010

About me, about my blog...

YEAH! Ganhei selinho e sinceramente A-D-O-R-E-I, de verdade *-*
O portador de um bom coração dessa vez foi o Filipe Machado do blog To infinity and beyond.
A regra desse selinho fofo aqui do lado é simples, basta descrever o porquê de você curtir esse blog. Olha só porque o Filipe Machado gosta daqui, segundo suas próprias palavras:

 
Words for you, truths for me
 O blog da minha "vizinha" é muito show.
Encontrar uma acreana com um blog 
que tenha um conteúdo excelente, 
eu pensava que era difícil, mas não, 
além delas existem outros que escrevem muito bem aliás. 
Haa, orgulho de ser acreano... rs
Enfim, falando do blog... Como diria uma amiga minha,
"os posts são perfeito *-*". 
Acho isso meio fresco, mas admito, ela escreve muito bem.
Aliás, isso ajudou a passar em primeiro
lugar no vestibular até... Parabéns, Rebeca!
Ser minha conterrânea, escrever maravilhosamente
bem e ter um layout legal, fizeram seu blog ser SUPER! Uau.
 
 
Snif, snif.. preciso dizer mais alguma coisa?
Feliz 2011 pra vocês! *-*

21 de dez de 2010

Ventos da mudança


____Seja a mudança que você quer no mundo. Foi isso que disse Mahatma Gandhi. Sempre me autocritiquei por querer forçar mudanças em minha forma de viver. A solidão me levou a essa necessidade. A necessidade me levou a certa incerteza. É a famosa "Crise Adolescente", e não tenho receio nenhum em admitir isso.
____2010 foi um ano de dúvidas, indecisão e falta de rumo. Mas eu consegui. Consegui vencer a primeira das inúmeras barreiras que ainda enfrentarei na vida - e não tenho dúvida disso. Foram poucos os que confiaram em mim. Não por me amarem, mas por realmente acreditarem na Rebeca como ser humano capaz de se esforçar e alcançar um objetivo.
____Todas as lágrimas não foram em vão. Dias com vontade de gritar e sair correndo sem direção não foram perdidos. 2011 se aproxima, e não pretendo fazer promessas. Aprendi nesse ano que se finda que o que move a vida das pessoas não é o que elas prometem, e sim, a força de vontade para alcançar seus sonhos e objetivos.
____Hoje, depois de meses, consegui abrir a janela do quarto pela manhã sem pensar em nada. Mente limpa, sensação de dever cumprido. Tenho consciência de que muitas coisas maravilhosas estão por vir, mas que ao lado de cada uma delas, novas barreiras para serem derrubadas. Na terra, só tenho que agradecer a 2 pessoas que, mesmo me deixando cair no meio do caminho, não me abandonaram. Tiveram fé e paciência para ver eu me levantar sem a ajuda de ninguém, e então continuaram a me acompanhar na caminhada. No céu, tenho que agradecer somente a Deus, ele conhece meu coração e sabe o quanto ele está imensamente grato.
____Por fim, gostaria de agradecer também a você que lê esse texto. Obrigada por ler minhas palavras, sendo para elogiar ou criticar, muito obrigada mesmo! Esse blog foi de essencial importância para minhas conquistas. Sinto os ventos da mudança tocando meu rosto. Olho para tudo que vivi esse ano e só consigo ver os vestígios de uma coisa: amadurecimento. É ou não é um bom começo?


Geeente, vocês não tem noção do quanto eu tô feliz! Imaginem minha alegria ao ver isso aqui:
Tudo que eu mais queria aconteceu, e eu tô muuuuuuuuuuito feliz mesmo! Ficar em primeiro lugar então? Meu Deus, que maravilha! Consegui 29 pontos na redação que valia 30! Obrigada a todos que torceram por mim, nem que tenha sido só um pouquinho, mas torceram né?! rsrs. Enfim, 2011 será meu ano e eu só tenho a agradecer a Deus! Ih, foi mal, a minha é FEDERAL! haha. Bjs :*

7 de dez de 2010

Me fez chorar hoje

A subida (The climb)
Miley Cyrus

Eu posso quase ver
Esse sonho que estou sonhando.
Mas tem uma voz dentro da minha cabeça dizendo
Você nunca irá alcançá-lo

Cada passo que eu estou dando
Cada movimento que eu faço
Parece perdido sem direção
Minha fé está abalada
Porém eu tenho que continuar tentando
Tenho que manter minha cabeça erguida

Sempre haverá uma outra montanha
E eu sempre irei querer movê-la
Sempre será uma batalha difícil
Às vezes eu terei que perder
Não se trata do quão rápido eu chegarei lá,
Não se trata do que está me esperando do outro lado
É a subida

As lutas que estou enfrentando
As oportunidades que estou tendo
As vezes podem me derrubar
Mas não, eu não estou caindo
Eu posso não saber disto
Mas são esses os momentos dos quais eu mais irei me lembrar yeah
Só tenho que continuar
E eu
Tenho que ser forte.
Continuar prosseguindo
Porque

Sempre haverá uma outra montanha
E eu sempre irei querer movê-la
Sempre será uma batalha difícil
Às vezes eu terei que perder
Não se trata do quão rápido eu chegarei lá
Não se trata do que está me esperando do outro lado
É a subida

Continue em movimento
Continue escalando
Mantenha a fé
Tudo se trata da subida
Mantenha a fé
Mantenha a sua fé.
 
Nunca tinha parado pra perceber o quanto essa música parece comigo. E em meio aos meus questionamentos de hoje, ela me fez chorar. Hoje também completo 3 anos de namoro com um homem maravilhoso, e mesmo sabendo que ele não lerá isso, queria dizer que o amo demasiadamente, e que ele é uma das principais razões de eu ainda sorrir. É isso.

5 de dez de 2010

Foi numa sexta feira

Saí de casa desconhecendo o motivo pelo qual havia feito isso. Era um dia como os outros, mas eu não sentia vontade de caminhar até o trabalho como todas as manhãs. É claro que eu não poderia faltar, havia começado a menos de 1 mês o meu novo emprego, estava com a corda toda, mas não naquele dia. Uma nota de 20 no meu bolso refletia que o café da manhã não fora feito, e que minha mãe havia saído estranhamente cedo de casa. Algo me dizia que eu devia ter ficado no meu quarto dormindo até chegar a hora de dormir de novo. Definitivamente não sabia o que estava acontecendo.
Cheguei na parada de ônibus e me sentei. Incrivelmente me sentei. Eu nunca havia feito isso desde quando cheguei na cidade. Eu não ouvia os beatles cantando simplesmente porque o fone não estava no meu ouvido. Eu não estava mascando chiclete. Estava tudo errado. Mas de repente eu me levantei. Achei que eu iria abrir minha bolsa, tirar meu MP3 e mascar meu chiclete de pé ao lado da placa, como todos os dias. Nada.
Desisti do ônibus e fui caminhando na direção contrária ao meu caminho. Olhei de um lado para o outro, e fui me afastando aos poucos. Quando me dei conta, estava chegando à biblioteca da cidade. Decidi não entrar. Sentei num banco e fiquei olhando as pessoas. Todas as cores, todos os estilos, todas as idades. Um aperto no coração. Mas não foi como aqueles de quando estamos com vontade de chorar. Foi como se meus batimentos cardíacos fossem cessar ali mesmo. Nunca havía sentido tanta dor. Aos poucos, meus olhos foram se fechando e eu fui perdendo o domínio de mim.
Não lembro de mais nada. Quando acordei, estava na cama do hospital local. Meu pai ao meu lado chorava desesperadamente. "- Estou bem pai, foi só um susto!" - tentei acalmá-lo, mas foi em vão. Após ter ouvido minha voz foi que seu pranto aumentou. Me sentei na cama assustada, e mesmo que no momento eu fosse a paciente, pedi para a enfermeira chamar o médico para examiná-lo e verificar se tudo estava bem.
Ele me abraçou. Tão forte quanto no dia que eu havia caído de bicicleta e quebrado minha perna esquerda. Baixinho sussurrou no meu ouvido: "- Querida, vamos pra casa". Fomos. Antes de chegarmos lá, a fila de carros estacionados era imensa. Já era noite e fazia um pouco de frio. Não entendi o que tanta gente fazia alí. Seria alguma festa pela redondeza? Não sabia. Desci do carro e corri para a porta da sala que estava entreaberta. Ao entrar em casa, deparei-me com um corpo pálido, gelado e sem vida. Meu chão desapareceu. "- Maas, co-como?". "- Parada cardíaca minha querida, sentimos muito."
Toda minha vida foi se esvaindo. Aquela dor no meu coração não foi em vão. Minha mãe e eu havíamos morrido juntas, mas eu consegui voltar. Ela não. Subi para o meu quarto e só me lembro de ter deitado na cama. Amanheceu. Saí de casa desconhecendo o motivo pelo qual havia feito isso. Era um dia como os outros, mas eu não sentia vontade de caminhar até o trabalho como todas as manhãs.

3 de dez de 2010

Nine things about me

#1. De vez em quando, sou isolofóbica.
É estranho, mas é verdade. Adoro ficar sozinha de vez em quando e poder ter minhas loucuras particulares, mas morro de medo de ser abandonada ou rejeitada por todos. 

#2. Gosto de desafiar minha coragem.
Adoooro fazer coisas que jamais pensei que faria. Um parque de diversões é o ideal pra esse meu gosto um tanto quanto incomum.

#3. Adoro andar de ônibus.
Ok, eu sei que parece estranho, mas é verdade. Quando ando de ônibus é como se um filme da minha vida passasse pela minha cabeça. O que fiz ontem e hoje, o que farei amanhã. O que eu queria ter feito e o que eu não quero que se repita. Pra mim é uma excelente terapia.

#4. Amo pedalar.
Recente paixão. Há anos eu não andava de bicicleta e, a pouco, descobri o quanto pode ser relaxante. Acontece o mesmo de quando ando de ônibus. De fato transportes me levam para a zona de reflexão, rs.

#5. Admiro demonstrações públicas de afeto.
Sempre achei fofo pessoas que não têm vergonha de mostrar à todos o que sentem. Não falo de vulgaridades em pleno espaço público, mas sim de abraços, gentilezas, beijos sinceros e carinhos acolhedores.

#6. Amo cantar.
E quem foi que disse que pra gostar de alguma coisa é preciso saber fazê-la? rs. Desde pequena a música alivia meu espírito. Quando canto parece que me elevo a outra dimensão, onde só existem eu e a melodia. É mágico e muito particular meu. Amo mesmo.

#7. Detesto cozinhar.
Coisa feia para alguém que pretende se casar um dia dizer, mas é a pura verdade. Dentro de uma cozinha me sinto uma inútil. Sei fazer o básico só mesmo pra não morrer de fome, mas procuro manter distância desse cômodo da casa. Exceto na hora de comer, rs.
#8. Falo asneira demasiadamente.
É horrível mas é verdade. Tenho certa 'fama' pela minha sinceridade, mas tem dias em que eu coloco meu lado idiota todo pra fora e danou-se tudo! Falo coisas tão bobas que meus amigos riem do tamanho da minha infantilidade. Às vezes é divertido, mas em alguns momentos é meio que inconveniente.

#9. Sou perfeccionista.
No que diz respeito à trabalhos feitos por mim, sempre procuro tomar as rédias. Tenho aquele pensamento egoísta de que se quero que algo fique impecável eu mesma tenho que fazer, pra depois não ter que ficar reclamando pra ninguém. Considero isso um super defeito, mas acredite ou não há quem diga que é uma das minhas melhores qualidades. Vá entender né?

Não tá entendo nada? Calma, eu explico. Isso é o cumprimento de um meme que eu ganhei da Júlia Guerreiro do blog Adube sua vida. Achei super interessante a proposta e resolvi postar. Tenho que indicar 9 pessoas para fazê-lo, mas como tô meio enrolada, fica aí a ideia pra quem achar legal fazer - assim como eu - mas por favor me avisem viu?! Quero conferir! Obrigada por estarem aqui. Amplexos :*