4 de fev de 2010

E agora? :O

Minhas dúvidas voltaram. Sim, elas regressaram e com mais intensidade que da última vez.
Como já sabem, estou a 4 dias do terceiro ano do ensino médio e ainda não sei que faculdade cursar! :O
Meu Deus, tá tão perto! Quase nem posso acreditar como o tempo passou rápido.
Ainda lembro da minha professora na creche, a que me ensinou a ler! momentoinfância
E agora estou aqui, com dúvidas e mais dúvidas. Desde criança, meu avô e meu pai alimentaram um sonho de que eu me formasse em Direito. Uma vez o meu pai disse que só teria orgulho de mim no dia da minha formatura se fosse no cur so de Direito, e que seria mais honroso pra ele dizer que a filha era formada em Direito para os amigos dele ficarem "babando", acredita?
De lá para cá, pelo fato da minha avó ter a fama de "mulher acolhedora" no bairro, muita gente já morou em minha casa, uma delas foi uma moça de aproximadamente uns 20 e poucos anos que morou conosco por 1 ano. Ela estudava Administração. Eu vivia bisbilhotando as 514485699685484 apostilas que ela tinha e ficava fascinada pelo curso. Daí nasceu outro sonho. Contei para o meu pai e adivinha? Ele me ignorou ¬¬
Em 2003, quando cursei a minha 5ª série do ensino fundamental, tive meu primeiro contato com o Inglês. Achei esquisito e engraçado, a professora falava e eu não entendia bulhufas nenhuma, apenas ria. Nos 3 anos seguidos continuava estudando Inglês, agora já entendendo um pouco, nascia um novo sonho. Quando comecei o ensino médio, na escola pra onde fui mandada não tinha Inglês! Então lá se vai eu estudar Espanhol, coisa que eu NUNCA tinha feito na vida. Não gostei da língua, muito chata e comum. Foi então que ano passado, o papai do céu me deu uma oportunidade de ouro de fazer um curso de Inglês numa escola de idiomas queeunãovoufazermarketingaquiok?
Meu sonho renasceu, cursar Letras - Português/Inglês.
Mas uma coisa eu sempre tive dentro de mim, qu ietinha e comportada em meu ser. O desejo de ser professora. Desde meus 3 anos conheci esse mundo que é ensinar, e até hoje sou fascinada. Infelizmente quando comento isso com meus professores, eles me imploram para que eu não prossiga com essa ideia.
Pedagogia, o curso que almejei e mais uma vez meu sonho foi enterrado por meus próprios professores e familiares.
Então é isso, tô aqui sem saber que direção tomar.
Devo seguir meu sonho de lecionar mesmo sabendo que o salário é lamentável?
Devo seguir o sonho da minha família de ter uma filha formada em Direito por pura vontade de se exibir por ai?
Devo seguir o sonho que tive após "devorar" as apostilas de uma estudante de Administração?
Que os céus me ajudem, e a terra não me engula!

8 comentários:

  1. REBECA, EU TAMBÉM SEMPRE QUIS SER PROFESSORA...
    Mas meu sempre sempre falava: "isso não dá futuro, vc vai viver de que?"
    Bem, eu acabei deixando esse sonho de lado, mais por causa da implicância dos meus pais mesmo. E depois eu vi o quanto é complicado viver com um salário de professor..
    Na sétima série, o professor de Geografia passou pra gente o Filme "Amor sem Fronteiras", com a Angelina Jolie, já viu? Bem, depois disso, eu decidi que queria ser médica. O fato é que eu sempre quis fazer algo pra ajudar as pessoas. E ser professora eu poderia interferir e ajudar na vida de muita gente. Mas descobri que sendo médica também!
    Então eu quero fazer medicina, ser médica. Mas quando eu tiver lá pelos cinquenta anos, eu vou querer fazer faculdade de Letras(inglês/português) ou história. E aí, enquanto eu estiver aposentada da medicina, eu dou aulas de portugues ou inglês ou história.
    E aí eu vou ajudar as pessoas da mesma forma!!

    Bem, eu também vou fazer o último ano em 2010, e acredite, muita gente chega a essa altura da vida ainda em duvida sobre o que vai fazer, é super normal!

    ResponderExcluir
  2. Respostas em TOP 5:

    1 - O direito não pode ser considerado um sonho, afinal, ele não era seu. #conselho: tenta conversar com o seu pai de que essa não é a sua escolha e que é a sua vida que está em jogo.

    2 - Cursando letras você poder ser professora dãã. Letras é licenciatura plena pra lecionar tanto português e/ou inglês (ou seja qualquer que seja a língua que você fizer).

    3 - A vida é sua, vc deve decidir, com a ajuda de Deus, o melhor pra você.

    4 - #conselho[2]: Ore e siga o que Deus falar com você;

    5 - Não bata de frente com seu pai, peça direção a Deus e sabedoria na hora de colocar a verdade diante dele.

    Enfim, é isso!
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. OMG , por que sempre que eu venho aqui , tá diferente & claro , mais bonito ?!
    ah , duvidas duvidas !
    como dizia desde tempos de vó :
    OH , DUVIDA CRUEL =/
    beijos & brilhos de menta ;*

    ResponderExcluir
  4. Moça , eu também passei por essas duvidas sabe .. Termini meu ensino médio ano passado . E durante o ano , mudei de idéia várias vezes tb . Começei o ano pensando em medicina , mas ai eu percebi que não levava jeito nenhum . Sempre quis fazer Letras- Português/Literatura mas a minha familia - assim como a sua- me criticava muito com esse lance de ganhar pouco e trabalhar demais . Ai eu pensei em psicologia . E sabe o que meu pai disse ? Psicologo é um fofoqueiro chique , que monta consultório pra saber da vida dos outros . Desanimei total . Conclusão . Acho que só vou começar na faculdade no 2º semestre , quando EU me resolver . Essas dúvidas são muito ruins , mas acontecem .

    Espero que a gente se resolva .
    PS.: Essa é uma decisão só sua flor , não deixe ninguém mudar seus pensamentos . Afinal.. é a profissão que VOCÊ vai seguir pelo resto da vida . E a gente só faz bem .. aquilo que AMA .

    ResponderExcluir
  5. Hey, sem neura rsrs !
    Em 2008 eu cursei o 3° ano do ensino médio - Desde que nasci (exagero), sonhava em ser Dentista. Sempre admirei a profissão ! - e até a metade do ano 2008, sempre manti o meu sonho e todos sempre me apoiaram !
    Daí surgiu imprevistos... tipo: vagas no mercado de trabalho, o preço dos aparelhos necessários pro curso e vagas nas faculdades públicas, tendo eu, assim, que alternar pela facu particular. Isso tbm não deu certo. O curso custava pra mais de mil reais; então nem pensar ! E então decidi escolher algo que eu gostasse de fazer - sem me importar com o dinheiro. Escolhi COMUNICAÇÃO SOCIAL - PUBLICIDADE. E então, achei fenomenal, pois, adoro fotografar, adoro escrever, adoro mecher em photoshop... Resumindo: achei minha profissão certo.
    Moral da história: Você deve fazer aquilo que você gosta. Pra não chegar um dia da sua vida que vc tenha que ir trabalhar e pensar "que chato, tenho que ir praquele lugar", entende? Faça algo que você tenha quer trabalhar com orgulho e prazer; mas é claro, que ajude vc financeiramente tbm.

    Eh só uma dica. Siga seu core ♥

    Bjão, flor !

    ResponderExcluir
  6. Siga os SEUS sonhos, ou melhor ainda: os sonhos de Deus! Peça a orientação dEle, realmente! E não faça nada que possa te frustar mais pra frente. Sou professora, me formei em pedagogia e faço pós em psicopedagogia. Amo o que faço, embora realmente nao seja um salário digno. Mas não me vejo fazendo outra coisa. Acredito que a gent tem que fazer o que gosta, e Deus vai honrar! Sou muito feliz com minha profissão. Algo que sempre sonhei, e muitas pessoas (Inclusive professores e familiares também) tentaram enterrar o meu sonho, mas eu prossegui com a ideia e sou feliz onde estou. Boa sorte e que Deus a abençoe!

    ResponderExcluir
  7. Jah pensei em dar aulas de biologia... mas eu agora quero ciências contábeis. Mas acho que msmo q tu tente fazer seu pai feliz, vc precisa seguir a tua vontade, afinal é a profissão q vc vai seguir pro resto da vidaa neh \o

    ResponderExcluir
  8. Acho que por mais q tu queira deixar teu pai feliz, vc devia escolher aquela profissão q te faz sentir realizada, afinal quem vai fazer a facul é vc!

    ResponderExcluir

Meus devaneios, você já leu... agora é sua vez de devanear :)