28 de mar de 2010

Hipocrisia judiciária.

Pai e madrasta são condenados por assassinato de Isabella
Após cinco dias de julgamento, Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella, foram condenados a prisão pela morte da menina. O pai recebeu pena máxima de 31 anos, enquanto a madrasta foi condenada a 26 anos de prisão. (Trecho retirado daqui.)


Um caso que inegávelmente abalou o país. Amanhã, 29 de março, fazem exatos 2 anos que a pequena Isabella de Oliveira Nardoni foi jogada do 6º andar do edíficio London, Zona Norte de São Paulo. O pai e a madrasta, considerados como as principais suspeitas foram condenados na sexta feira, 26.
Quando o juiz Maurício Fossen leu a sentença, uma multidão que estava na frente do fórum de Santana comemorou. Gritos e fogos de artifío puderam ser ouvidos de dentro do fórum. 
Tolisse. Pessoas que simplesmente unem a emoção à razão se prestam a esse papel e, por serem leigas em assuntos jurídicos, acreditam que a "justiça foi feita".
Não é preciso ser nenhum advogado ou juíz para saber que tudo isso é uma grande e desumana mentira. Francamente, um homem como Alexandre Nardoni, pertencente a uma família renomada, se daria ao "luxo" de ficar 31 anos em regime fechado? Tenho firme certeza que não.
Ainda não tenho conhecimento de algum condenado no Brasil ter ficado mais de 30 anos atrás das grades. 
Não quando ele tem condições. Não quando a família tem um nome a zelar. A esposa, Anna Jatobá foi apenas uma "consequência" na vida dos Nardonis. O que todo Brasil sabe, é que o casal está neste momento na penitenciária. Fico pensando como deve ser as acomodações dos mesmos. Com certeza, não é das piores. Na verdade, o que realmente aconteceu em toda essa história foi um pai e uma madrasta psicopatas, que acabaram com a vida de uma inocente e nunca serão devidamente punidos.
Essa é a justiça brasileira. Tardou quase 2 anos, e mesmo assim falhou. O que restou da noite de 29 de março de 2008 foi apenas, o coração de uma mãe dilacerado, por ter casado com um homem e ter tido uma filha com ele, e o próprio ter atirado a inocente do 6º andar de um prédio. Talvez vejamos os Nardonis nas ruas torcendo pelo Brasil na copa de 2014, isso, se ainda lembrarmos deles.
É por essas e outras que, no vestibular 2011, essa que vos escreve não estará concorrendo a uma vaga no curso de Direito. Não mesmo. 

Eu sei gente, ninguém aguenta mais ligar a TV e só falar no caso Isabella. Mas eu precisava mostrar meu ponto de vista, e fazê-los perceber que nem sempre o que parece é. O casal não foi prejudicado, em pouco tempo estarão nas ruas e ninguém sequer lembrará mais deles. Essa é a realidade do nosso país, não podemos negar. Queria agradecer pelos 176 seguidores/motivadores que me deram esse voto de confiança. Muito Obrigada! Vejo vocês em breve, abraços. 

11 comentários:

  1. Isso me causa repulsa. Você está coberta de razão.
    Com certeza eles não estão em uma daquelas selas que suportam 5 pessoas e abriga 105. Claro que não! Era por isso que eles tinham que passar até os restos de suas vidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Até tu, Brutus? rs'
    Enfim, prefiro não me posicionar sobre o assunto (:

    ResponderExcluir
  3. A pobre mãe ainda vai na televisão dizer que a "justiça foi feita", coitada dessa mulher.
    Para a justiça ser feita eles deveriam ter, no minimo, prisão perpetua. Ou serem condenados a morte, mas não uma injeção letal na veia e, sim, a forca para que eles sentissem a angustia da morte.
    Infelizmente isso é o BRASIL.

    ResponderExcluir
  4. Rebeca, eu quero também te seguir no twitter mas tem um cadeadinho que me impede, rsrs.

    ResponderExcluir
  5. É Patriny, a coisa é tensa.
    É uma pena Jamylle, mas tudo bem (:
    Mony, INFELIZMENTE É O NOSSO BRASIL.

    ResponderExcluir
  6. Eu acredito que a justiça foi feita, mas lamentavelmente muitas Isabelas morrem nos confins desse pais e ninguem fica sabendo... Mas eu acho que a justiça foi feita sim. A população se comoveu bastante porque o nosso pais nao tem o habito, infelizmente, de acompanhar casos como esse como é feito nos EUA e outros paises.O fato deles terem um maior poder aquisitivo muda alguma coisa? muda com certeza, mas convenhamos, eles ja estao vivendo um inferno desde que tudo isso começou, nao acha?
    Por mais que tentem ser libertos, onde quer que tentem ir a opiniao publica sempre estará lá ja que, a opiniao publica foi o primeiro jurado a condena-los.
    Estou muito satisfeita com a justiça brasileira(neste caso), agora vamos ver o que vai acontecer... Ainda cabem infinitos recursos para a defesa(infelizmente).

    bjoo

    ResponderExcluir
  7. =/
    concordo,mas não creio que não seja uma punição justa,o mínimo que eles vão passar são uns 10 anos ele e 8 anos ela,mesmo assim,sair de lá,com os filhos os reconhecendo como assassinos da irmã,e nunca mais poderem ter uma vida normal,acho que isso já dói bastante.
    beijo :*

    ResponderExcluir
  8. espero q com passar do tempo esses monstros não sejam esquecidos.
    e que a justiça volte a colocar medo nos bandidos e fdp´s por ai!...


    êêê passando pra cOmentar...
    para agradecer os parabens...
    e foi tantos comentarios q eu cansei e pra relxar agora vou ver filme;;

    O homem que oCupiava
    depois...
    viadagem ao centro da terra. e
    Independe se Day
    uff
    e feliz dia do blu ray do felipe dylon..

    ResponderExcluir
  9. Eu só espero que não esqueçam desse caso, porque em todo o país acontecem coisas desse tipo e nimguém sabe nem é punido.
    Eu acho (realmente)que a justiça foi feita... (pelo menos eu espero), pena que eles não irão cumprir a pena integralmente... esse negócio de um terço ou um sexto de pena é o fim...

    Texto muito bem feito.

    Bjão =^.^=

    ResponderExcluir

Meus devaneios, você já leu... agora é sua vez de devanear :)