30 de abr de 2010

Apenas viva

Levante-se dessa cadeira, olhe para o horizonte e perceba o quanto a natureza de Deus é perfeita. Acorde todas as manhãs e sorria. Sorria por você estar vivo, por poder enxergar as maravilhas que o autor da criação deixou para você. Tome um delicioso banho e respire. Agradeça a Deus pelo dom da vida. Abra a janela de seu quarto e grite. Dê bom dia ao sol e as pessoas que estiverem mais próximas de você. Pule e dance mesmo que não haja música. Depois, dê gargalhadas de você mesmo até a barriga doer.
Não espere que a pessoa que você mais ama se lembre de você. Ligue, mande sms, recado ou e-mail. e faça essa pessoa saber que é lembrada. Coma o suficiente para estar satisfeito. Brinque e faça palhaçadas para as crianças que você vê na rua, para que toda vez que você as veja elas riam para você. Abrace alguém que você não abraça a muito tempo. Ajude seu amigo com o trabalho que ele está achando complicado.
Talvez um dia, se você acordar triste e cabisbaixo, ao abrir a janela o sol sorria para você. As pessoas que estiverem mais próximas de ti, ao perceberem sua situação irão te abraçar e te desejar um bom dia. Se você ouvir a música que te fez dançar, automaticamente irá sorrir lembrando de suas loucuras e risadas intermináveis e sem motivo lógico.
E então no momento menos provável, aquela pessoa que você tanto ama te ligaria, e diria o quanto você é importante. Você estaria sem fome, mas seus amigos de trabalho de convidariam para almoçar e conversar. As crianças da rua, ao te verem passar tão triste tirariam sarro de você, te fazendo rir mesmo sem vontade. Um abraço bem sincero e apertado poderia vir de alguém inesperado.
Viva sem pensar demasiadamente no amanhã. Isso cabe a Deus e não a você. Apenas viva, e saiba que tudo que você fizer hoje pode voltar para você um dia qualquer. Sorria. Viva!

28 de abr de 2010

Posso te chamar de amiga?

Tudo começou a menos de um ano atrás. Ela era tímida, e eu "tímida e meia", rs. A princípio não era ninguém pra mim, nunca havíamos nos falado, era apenas mais um ser humano em meio a tantos em minha visão. Foi então que a ferramenta da internet entrou em ação. Msn, orkut e por fim, blog. Ela escrevia de lá, e eu de cá. Vivíamos em meio a um fogo cruzado. Um conflito de turmas que durou por muito tempo.
Pouco a pouco fomos nos "conhecendo", ela, incrivelmente inteligente mas com vergonha de assumir, e eu, prefiro nem comentar sobre mim. Éramos diferente, e exatamente por isso éramos iguais. Na blogosfera, fizemos parcerias, algumas deram errado, outras permanecem até hoje.
Nunca parei para ter uma longa e boa conversa com ela, ao vivo nos falamos pouco. Nosso contato é 95% virtual. Mas nesse pouco tempo, sei quando ela não está bem e quando ela está feliz demais só pelo simples digitar dela. Não sei se isso é bom, mas quando percebo que há algo errado, prefiro me abster e deixar que ela melhore sozinha. Não sou muito boa em conselhos.
Mas vejo que ela é um ser humano admirável. Suas palavras refletem seus sentimentos, por mais "simples" que sejam. Fico meio receiosa em chamá-la de "amiga", na maioria das vezes a trato como parceira. Hoje, ela completa exatos 17 anos, mais de 6.205 dias de existência. Gostaria de a ter conhecido a mais tempo atrás, tenho certeza que já seríamos excelentes amigas.
Mas Deus sabe o que faz. Espero com toda a sinceridade do meu coração que essa data se repita por muitas e muitas vezes, e eu quero sim está presente na vida dela, e se possível cada vez mais próxima. 

Jamylle, saiba que por mais diferentes que eu você pareçamos ser, mais semelhanças encontramos entre nós. E é exatamente devido à essas "semelhanças", que as vezes somos tão distantes uma da outra. Você tem sua forma de ser amiga, e eu tenho a minha. Mas saiba que sou eternamente grata a Deus por você ter entrado em minha vida. 
Já me decepcionei inúmeras vezes com amizades, justamente por causa de "grudes" e aquela historinha de "Friends Forever". E como não somos nem "grudadas" e nem declaramos "amizade para sempre", sei que nossa relação será duradoura. 
Não te desejo "Feliz Aniversário" por que sei que não adianta sermos felizes e bajulados nesse dia, e nos outros não. Te desejo sucesso. Muito sucesso.
E eu sei que você vai ter. É.

27 de abr de 2010

Uma nova história

É como se todos os pesos tivessem saído de minhas costas. A partir de hoje, nada será como antes. Percebi que não valorizei o que eu mais deveria ter valorizado. Mas nunca é tarde para recomeçar.
De hoje em diante, uma nova história para mim está sendo escrita, e eu vou aproveitar cada momento, cada suspiro. Não vou mais tratar com prioridade aqueles que me tratam apenas como opção. No final, quem acaba sofrendo sou eu. Compreeendo que preciso aprender muitas coisas, e já estou trabalhando nisso.
Sei que não será fácil pois vivo em meio a uma eterna turbulência. Mas o dono de tudo está do meu lado, eu eu sinto que vou conseguir. É.

Ps: Caso queira sentir o que estou sentindo hoje, clique aqui.

26 de abr de 2010

O poder de um abraço

Pode ser da mãe, do pai, do irmão, do tio, da prima, do namorado ou da amiga. Um abraço verdadeiro é bem vindo em todos os momentos de nosso dia. Se você recebe um abraço quando está feliz, sua felicidade tende a dobrar ou até mesmo triplicar. Se você está cansado, um abraço pode te fazer sorrir e esquecer da fadiga do dia. Se você está triste, um abraço pode te confortar e trazer de volta a alegria. Se você está impolgado, um abraço te deixa com um sorriso sem tamanho.
Se você está apaixonado... ah, esse é o melhor dos abraços. Não importa o momento nem o lugar, o abraço da pessoa amada eleva o estado de espírito. Você passa a se sentir importante. É incrível como um simples toque de um corpo com outro pode ter tantas reações diferentes, e o efeito terapêutico do abraço é inegável.
Com um abraço, transmitimos emoções, recebemos carinho, trocamos afeto, doamos amor e o mais importante de tudo: expressamos nossa humanidade. E nos momentos em que não temos palavras para descrever o que sentimos, um abraço vale muito mais que elas. É algo indescritível, e quanto mais se dá mais se quer ter. E o abraço de Deus, você já sentiu? É o mais sublime de todos. Sentimos que ele está perto de nós e que nunca irá nos abandonar, se assim desejarmos. Se as pessoas se abraçassem e compartilhassem sentimentos dessa forma tão simples e significante, o mundo com certeza seria um lugar melhor.
Portanto, é tempo de enlaçarmos nossos braços num terno, profundo e afetuoso abraço.



Olá pessoal, tudo bem com vocês? Nossa, aqui no Acre tá um calor insuportável, ontem eu até passei mal devido a isso, mas creio que eu sobreviverei. E ai, já abraçara, alguém hoje? eu já abracei e já recebi muitos abraços dos meus irmãzinhos *-* Não percam tempo, abrace alguém já e seja feliz :} bjs ;*

24 de abr de 2010

Imagens falam mais que palavras...


Não tive o melhor dia do mundo, mas também não tive o pior.
Foi meio termo, digamos assim.
Sinto algo diferente em mim.
É.

23 de abr de 2010

"Um país se faz com homens e livros" *

*Frase de Monteiro Lobato

Hoje, 23 de Abril de 2010, comemora-se o dia Internacional do Livro. Para falar a verdade, eu nem sabia que era hoje, mas assistindo a uma matéria em um jornal matinal, despertei o interesse de fazer uma postagem relacionada a isso.
É triste ver que a maioria dos adolescentes de hoje preferem estar na frente de um computador do que sentado em uma poltrona lendo um bom livro. Mas não os culpo. Tudo isso tem relação à falta de motivação dos pais, da escola, dos "amigos" e uma infinitude de pessoas que influenciam os jovens hodiernos. Desde pequena, agradeço a Deus e à minha avó por ter tido o hábito de ler.
Comecei com gibis da Turma da Mônica, coleções de histórias bíblicas para crianças e fui evoluindo. As escolas por onde passei (que só foram 2 até hoje) não motivavam muito o hábito da leitura. Apenas ano passado, um professor meu passou a nos motivar a tal feito. Para mim, ler é mais que uma tentativa de entretenimento. Lendo a um bom livro, conheço novos vocábulos, amplio meu conhecimento cultural e sou uma adolescente a menos na prostituição.
Ler é fantástico. Ao exercitar nossa imaginação, somos elevados a um "universo paralelo" que nos faz estar presente na cena descrita pelo livro. Eu não poderia deixar de escrever sobre isso. Não deixem que suas vidas virtuais e até mesmo profissionais os empeçam de devorar bons livros. Se os brasileiros lessem mais, além de um país mais informado, não teríamos um alto índice de violência e prostituição como temos hoje. Isso eu os garanto. Por fim...
"Eu não posso viver sem livros"

21 de abr de 2010

Eles estão em greve? Maravilha.

Eu havia optado por me calar e não me pronunciar a respeito, mas agora fiquei indignada com as últimas informações que recebi sobre este assunto. Desde quinta feira (15/04), os professores da escola de ensino médio onde estudo e também de outras, sederam a uma paralização. O sinplac (sindicato dos professores licenciados do Acre), na pessoa de sua presidente pronunciou-se dizendo que "a greve foi o último recurso encontrado para romper com o descaso e o desrespeito do governo para com os professores licenciados". Até aí está tudo nos conformes, vivemos num país "livre" e sou totalmente a favor da liberdade de expressão e da busca pelos "direitos".
O caso é que amanhã já completa 1 semana em que não estamos tendo aula. Hoje pela manhã, lendo o blog de um professor meu, vi que a diretora da minha escola afirmou que "professor não reporá aulas aos sábados". Sendo assim, o ano letivo se estenderá até janeiro. Eis então o motivo de minha indignação: E nós, alunos de terceiro ano, como ficamos? O vestibular da UFAC (Universidade Federal do Acre)  é em novembro, e como teremos um bom desempenho se nem sequer terminamos o ensino médio no tempo previsto? E o Enem? Quantos alunos poderão se prejudicar devido a uma "luta por seus direitos" de uma categoria de professores?
Francamente, isso é perfeito.
Se querem continuar em greve, continuem. Mas depois não venham "culpar" os alunos pelo péssimo desempenho no Enem/Vestibular, e a trágica colocação de nossa escola em relação à outras.
O que me resta agora é estudar por conta própria, e é o que estou indo fazer.
Até breve.

Pessoal, gostaram do novo visual do blog? Graças a minha amiga e parceira Jamylle, terei dias mais felizes ao visitar meu próprio blog *-*  Se você estiver interessado em uma carinha nova pro seu cantinho, entra em contato com ela clicando aqui. Você não vai se arrepender, são precinhos acessíveis, rs. Obrigada pela visitinha, bjs!

20 de abr de 2010

Amiga,

eu sei bem que fazia muito tempo que você não me visitava, mas a sua presença hoje me fez pensar em alguns acontecimentos recentes de minha vida. Você me disse que ao contrário de muitos, conseguia me entender. Que cada gesto e lágrima por mim derramada nunca tinham sido em vão, e que mesmo não estando sempre comigo, você sempre teve conhecimento de tudo. Mas você não estava comigo quando eu ouvi aquelas palavras. Palavras estas que me machucaram muito, e me fizeram chorar mais uma vez. Amiga, você sabe que eu nunca fui de desabafar assim com ninguém, e que até hoje tenho segredos jamais compartilhados, mas você me entende. Eu sei que sim, eu sinto que sim.
Depois que ouvi aquelas palavras, você veio me visitar. Ficou bastante tempo, e você pode ver o estado em que eu me encontrava. Você sabe  bem o quanto eu fico brava com pessoas que me fazem chorar. E você me viu chorar, viu como eu estava. E o que você fez diante disso? Você me consolou. Me fez ver que só em sua companhia e somente com seus conselhos eu posso ter forças de seguir adiante. Você sim merece minha confiança, minha amizade, meu amor. Você não me critica por minhas atitudes infantis, você não aponta o dedo no meu rosto dizendo que eu nunca vou ser alguém na vida. Pelo contrário, você sonha comigo. Você sabe os meus desejos mais profundos e os meus piores medos. Da mesma forma que você ouviu meus desabafos, você também ficou sabendo o que pretendo fazer daqui em diante. Não sei se perceberão minhas mudanças, mas você com certeza as perceberá. As vezes você fica bastante tempo sem me visitar, mas eu te entendo. Sei que gosta de exclusividade, e quase sempre tem alguém perto de mim, impedindo suas preciosas visitas. Ma te prometo que apartir de hoje terei mais tempo pra você, tempo pra nós duas. Conversaremos, brincaremos, seremos felizes. Não me importo que grande parte das pessoas reprovem nossa amizade. Se me sinto bem com você, é com você que vou ficar. Por fim, não demore muito pra me visitar novamente, e te prometo que assim que eu precisar, gritarei por ti, certa de que você não me deixará esperando.

Com muito carinho,
Para minha cordial amiga, Solidão.


Gente, essa semana tá sendo uma semana "daquelas". Desde quinta feira da semana passada não estou tendo aula, pois os professores resolveram entrar em greve. Sei que é um direito deles mas os maiores prejudicados somos nós alunos. Queria agradecer a Larissa por ter permitido que eu postasse o texto dela no post de ontem, obrigada menina! Você escreve divinamente bem :) Obrigada a todos pelos comentários, muito obrigada mesmo!

19 de abr de 2010

Não pense muito.

Preste atenção em como você respira e, de repente, vai estar apenas respirando. Isso. Respire. Não pense muito. Esqueça que machuca, esqueça que dói. Esqueça essas casquinhas que são tiradas antes de cicatrizar. Vamos, esqueça. São apenas pessoas, quase todas tão nervosas e inseguras quanto você. São só sorrisos, só gentilezas, só formalidades. Sorria de volta. Sorria e cumprimente, não pense muito. Sim, vamos, respire. Desligue o telefone e não responda. Depois desapareça por um dia ou dois. Deixe que eles se perguntem para onde, e somente então adivinhem porquê. Sim, você desaparece e depois volta para garantir que tudo vai mesmo terminar bem. Depois você volta, depois você atende, depois você termina, depois você conserta, depois você resolve. Por enquanto não pense. Vamos, respire. Apenas isso: respire. Vai haver outro dia, e esses dias outros todos serão meses, anos e vidas. Vai haver outra chance, e também uma segunda história - que te faça lembrar-se um pouco menos da primeira. Então não lembre. Vamos, faça força, não lembre. Haverá outro cara, depois outro e mais outro. E um deles vai saber quantas colheres de açúcar resolvem o amargo do seu café, e isso vai impedir que o mundo às vezes amargue você. Porque ele (apenas um deles) vai conhecer cada parte sua, até ser em parte um pouco de você. Sim, ele virá (virá mesmo?) qualquer dia. Então espere, não pense muito. Finja ter se tornado o que esperavam e, por dentro, mude apenas o que seu coração quiser. Respire, vamos. Isso passa e você até se distrai. Como quando tinha três anos e um brinquedo novo te fazia esquecer-se do velho. Vamos, brinque. Estale os dedos, passe a mão nos cabelos e prenda. Depois solte. Isso, continue, não pense. Esqueça que batia os pés, esqueça que ficava vermelha. Algumas pessoas esqueceram também. Respire e é só. Pelos textos, pelos bombons, pelos esmaltes, pelas coisa sérias, pelas coisas fúteis. Também porque há outros respirando, outros pensando, há outros tentando não pensar. Então também não pense. Abaixe a cabeça e olhe para as unhas. Vamos, vamos, disfarce. Morda os lábios, tente voltar para a letra daquela música, tente se manter naquela mesma sensação. Aquela, de quando você puxava o cobertor e dormia abraçada com o (seu) mundo, sabendo que as noites seguintes viriam, e que dentro delas você esqueceria seus dias ruins. Não. Novamente os dias ruins. Novamente respire e não pense. Desvie. Procure uma caneta, qualquer uma. Vamos, esqueça. Repasse mentalmente as suas listas: antes dos 20, antes dos 30. As datas. A festa. A prova. A entrega. Entregar o quê? Não precisa, não pense. São só uns minutos, até que você se sinta segura outra vez, até que você esteja quieta e tudo volte a parecer quase normal. Isso, respire. Já vai, já passa. Não pense muito. De repente, você vai estar apenas respirando. E mesmo que tudo lhe pareça assim errado, por enquanto não pense. E então todos vão pensar que tudo (enfim) está bem.

Texto retirado daqui.

18 de abr de 2010

Hoje eu estou,

Sufocada
Triste
Aliviada
Culpada
Imatura
Desiludida
Cansada
Chorosa
Sem rumo
Amedrontada
Pensativa
Arrependida
Intrigada
Perdida
Preocupada
Irritante
Irritada
Estourada
Nunca, em 16 anos, 3 meses e 4 dias me senti tão idiota como hoje.
Não queira saber como é sentir tudo isso em menos de 24 horas.
Não mesmo.

17 de abr de 2010

Me diga, e se fosse você?

Se toda vez que alguma coisa desse errado a culpa fosse sua, e se qualquer malfeito que não aparecesse rapidamente o responsável automaticamente o culpado fosse você. Se cada vez que você sentisse muita saudade de uma pessoa que você ama e você simplesmente não pudesse abraçá-la. Se você tivesse muita vontade de estudar, mas simplesmente não consegue porque seus pensamentos são sempre ocupados com outras coisas que não são os estudos. Se você quisesse fazer um curso que você gosta, e simplesmente não o faz por falta de dinheiro e motivação da família. Se você quisesse acordar todos os dias e sorrir dizendo aos céus que você é mega feliz, e é simplesmente impedido pelas pessoas que você mais ama. Se você quisesse comer uma barra de chocolate imensa pra acabar com um momento de raiva e você simplesmente não pudesse porque alguém te proibiu, dizendo que você precisa emagrecer. Se você chorasse todos os dias por causa de alguém, se parasse por mais de horas sonhando acordada e com medo de um futuro não tão distante, se as pessoas passassem a te ignorar simplesmente porque não te aceitam como você é, se, se, se...
Por favor, não me deixe sozinha em todas essas situações. Diga-me, o que faria se tudo isso tivesse acontecido a você em uma mesma semana? HELP-ME!

16 de abr de 2010

Sem mais delongas, eu cansei.

Não sou bipolar e não tenho nenhuma doença do gênero. O caso é que esse negócio de #3ODays me cansou. Senti que algumas pessoas também me abandonaram por aqui. E, informo-lhes que não fiquei nada feliz. Vi esse negócio do blog da Jamylle, e já tava com vontade de desisti. Quando vi que não era a única desistindo, tive coragem e tempo para postar aqui o fim do #3ODays! É. No começo parecia ser legal, mas comecei a me sentir "presa", e não gostei nada.
A questão é que eu tenho que criar um pouco mais de vergonha na cara e me enfiar no estudos, pois tenho lindas provas de vestibular e Enem me aguardando daqui uns dias. Portanto, não estou dizendo que vou fechar o blog, nãao, até porque já tentei isso uma vez e foi uma tentativa frustrada, rs.
Quando eu tiver algo realmente interessante, ou um desabafo intalado na garganta, estarei por aqui. Se você não tem me visto nos comentários do seu blog, já está ciente da razão. Mas eu não deixo de ler, só que se eu for comentar, ai não paro mais de escrever e lá se vai o meu tempo. Então era isso. Cansei de ficar de cara pra cima esperando as coisas cairem do céu. Se eu não me meter de cara nos estudos agora, talvez mais tarde eu meta a cara num balde de roupa suja, ou de coisas piores.

Grata pela compreensão ou não

Rebeca Rocha do Nascimento.
É.

15 de abr de 2010

Fiquei só na vontade...




Tenho 16 anos, ainda estou no último ano do ensino médio e consequentemente não tenho amigos universitários.
Quem sabe ano que vem *-*

#Dia 15 - FAIL :x

Vou ser rápida e certeira. Na lista de atividade do #3ODays, vi que pedia uma fanfic, ai eu pensei.. WTF? :O
Não sabendo o que era, recorri ao pai dos burros ONLINE, wikipédia \o/ Olha só o que eu encontrei:

"Fanfic é a abreviação do termo em inglês fan fiction, ou seja, "ficção criada por fãs". Trata-se de contos ou romances escritos por terceiros, não fazendo parte do enredo oficial do livro, filme ou história em quadrinhos a que faz referência."
(Fonte aqui

Eu li, reli e li de novo. Resultado? cri cri cri (...)
Nunca vi uma fanfic, portanto hoje o #3ODays FAIL.
Pra não deixar vocês sem nada para ler, fiquei pensando no quê postar. Resultado? cri cri cri (...)
Não tenho criatividade. Então é isso. Volta amanhã, talvez tenha algo mais produtivo, ou não. 
:*

14 de abr de 2010

#Dia 14 - Um livro de não-ficção

Se é um livro de não-ficção, que livro melhor que a Bíblia?
A Bíblia é um livro muito antigo. Ela é o resultado de longa experiência religiosa do povo de Israel. É o registro de várias pessoas, em diversos lugares, em contextos diversos. Acredita-se que tenha sido escrita ao longo de um período de 1.600 anos por cerca de 40 homens das mais diversas profissões, origens culturais e classes sociais, todos esses inspirados por Deus.
Confesso que não a leio muito, e isso é uma imensa falha de minha parte. Mas cada vez que paro para lê-la, delicio-me com as maravilhas do meu Deus, e sinto alegria por estar viva.
Se eu te recomendo que leia?
Quantas vezes puder, e quiser se sentir livre.

Oi pessoal. Vocês nem imaginam como estou tendo uma semana horrível. Tudo tá dando errado, mas pela fé eu consigo, rs. Briguei, discuti, estudei, fiz prova, tive muitas dores... enfim, treva pura. Mas sei que por mais dificil que pareçam as situações, o sol sempre nasce no dia seguinte. Mais uma vez agradeço os comentários e até mesmo aqueles que vem aqui e não comentam, rs. Eu sei que vocês estiveram aqui! rá. E para aqueles leitores que estão achando o #30Days mega chato, é só até o fim de abril ok, aguentem! bjs

13 de abr de 2010

#Dia 13 - Um livro de ficção

Sinopse:
Ensei Tankado, um ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional (NSA) que jura vingar-se dos Estados Unidos, desenvolve um algoritmo de encriptação inquebrável, algo considerado impossível, que caso seja publicamente utilizado inutilizará o computador superpotente da NSA, TRANSLTR, na decodificação de mensagens. A este algoritmo dá o nome de Fortaleza Digital.
Tankado conta com a ajuda de North Dakota, pessoa responsável por tornar o Fortaleza Digital público caso Tankado morra sem cumprir seu objetivo. Tankado sofre uma morte misteriosa, supostamente causada por um ataque cardiaco. Antes de morrer, Tankado tenta chamar a atenção das muitas pessoas que passavam ao seu redor numa praça publica da Espanha para o anel que trazia na sua mão esquerda, anel esse que seria a chave do Fortaleza Digital.
Trevor Strathmore, vice-director da NSA, convida David Becker para ir a Espanha em busca do anel e juntamente com a criptóloga Susan Fletcher, noiva de Becker, tenta evitar a disseminação do Fortaleza Digital. Sem saber em quem confiar, Susan e David, separados, tentam encontrar a solução para evitar o que poderia ser o maior desastre da História da Segurança de Informações norte-americana.

*Comecei a ler a pouco tempo, nem cheguei a metade ainda, mas recomendo muito.

12 de abr de 2010

#Dia 12 - Qualquer coisa a sua escolha

A dor que dói mais

"Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer."

Martha Medeiros

Oi pessoal! Finalmente acabou a etapa do #3ODays que pedia fotos, rs. Eu já não aguentava mais. Quanto ao texto, como eu já sofri muito de saudades e as vezes ainda sofro, resolvi postá-lo. Gosto muito dos textos da Martha, apesar de lê-los poucas vezes. Hoje estou mega cansada, tive aula o dia inteiro. Pois é gente, segunda feira de novo! É.

11 de abr de 2010

#Dia 11 - Uma foto tirada recentemente

Modelo da foto: aff, sou eu ¬¬'
Foto tirada em: O9/O4/2O1O - antes de ontem \o/
Eu sei, eu sei. Quando era menor, eu era mais simpática. Maaas, eu sou feliz! :)
Se quiser ver mais assombração, clique aqui.

Gente, eu sei que vocês não aguentam mais tanta foto, mas o #3ODays tá pedindo e eu tô postando, rs. Hoje eu tô me sentindo muito feliz, imaginem que pela manhã minha classe na EBD ficou lotada! Fiquei muito feliz em ver todas aquelas crianças diante de mim, para aprender um pouquinho mais. Foi uma semana tensa em todos os sentidos, e amanhã já é segunda feira de novo! Help me !

10 de abr de 2010

#Dia 1O - Uma foto tirada a anos atrás

Modelo da foto: Rebeca Rocha, eu.
Foto tirada em: 1999 {eu tinha 5 anos}
Observemos que, desde pequena eu faço pose pra foto e tenho essa franjinha que me persegue, rs.
Amanhã vocês verão como está a minha situação hoje. trágico

9 de abr de 2010

#Dia O9 - Uma foto que você tenha tirado

Modelo da foto: Minha irmã de 6 aninhos, Layna.
Foto tirada em: O9/O4/2O1O.
E ainda dizem que anjos não existem.

Oi pessoal, tudo bom? Hoje é aniversário do meu irmão biológico Micael, parabéns maninho *-* Só queria agradecer pelos comments e por todo carinho de vocês. milbjs :*

8 de abr de 2010

E a liberdade de expressão?


Essa semana, uma postagem minha no blog da minha turma fez uma verdadeira e desnecessária polêmica na escola. Como alguns aqui sabem, estou no 3º ano do ensino médio, último ano, vestibular, saudades, formatura... E esse foi o "X" da questão, a formatura. Postei que achava um absurdo alguns alunos quererem uma festa em um buffet, com piscina, boate, jantar e outras exigências que, a meu ver são desnecessárias. Comentei também sobre os alunos com menos condições, que se sentiriam "menosprezados" se chegassem em um lugar para uma festa simples e solene, e encontrassem uma mega festa  com Lady Gaga no palco.
O que eu defendi em meu texto foi o fato de, estarmos em uma escola em que, a maioria dos alunos são de classe média baixa, e mesmo assim ficam sonhando com coisas que nem sequer tem condições.
Minha postagem foi imprimida, vieram tirar satifações comigo. O que eu fiz? simplesmente ri.
O caso foi levado a direção. O que eles fizeram? cancelaram a formatura.
Se eu e minha turma nos abalamos com isso? jamais. Iremos fazer sim nossa festa, e enquanto as outras turmas estão achando que estamos desesperados com o cancelamento, ai é que eles se enganam.
O que me indigna é o fato de, pessoas que não sabem interpretar o que está a seus olhos. Até onde eu sei, um blog serve justamente para isso, expressar suas opiniões. E foi isso que eu fiz. Em momento algum citei nomes, fui totalmente genérica nesse aspecto. Fui ameaçada, acreditam? rsrs

E como bem disse meu professor de português: "E num mundo que se diz livre, os poucos que se atrevem a expressar suas opiniões logo são crucificados!#UnanimidadeBurra"

Posso ter sido "obrigada" a apagar aquela postagem, mas tenham certeza que isso jamais irá se repetir. É.

#Dia O8 - Uma foto que te deixe triste, ou irritado

Preciso dizer porque ela me deixa triste?

7 de abr de 2010

#Dia O7 - Uma foto que te faça feliz

Por que essa foto me faz feliz? É muito simples. São meus colegas de todas as manhãs, alguns até mesmo desde 2008. Nos suportamos e somos felizes por sermos quase sempre unidos. Definitivamente, a melhor turma que já estudei. E isso me faz muito feliz. É.


Eita semaninha agitada! Vocês nem tem noção de como tá a minha vida esses dias. Confusão por todo lado! rsrs Espero que passe logo, porque ainda tenho o resto do ano todo pela frente! Continue acompanhando meus #3Odays. Bjus :*

6 de abr de 2010

#Dia O6 - Qualquer coisa à sua escolha

Two years and four months together.
And I just love you more.
Thank you for being part of my life.

5 de abr de 2010

#Dia O5 - “Quote” (citação) favorita

Pela primeira vez no #3ODays, não tive dificuldade em escolher. Quando vi que hoje tinha que escrever minha citação favorita, tive a absoluta certeza de qual seria, eis:

"Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de ideias. Lute pelo que você ama."
Augusto Cury


Segunda feira de novo!? É sim pessoal, o feriadão acabou... estamos de volta a batente. Estou em período de prova e minha cabeça está a mil... tenho que preparar um seminário e por isso não tenho andado comentando nos blogues favoritos. Perdão, mas logo isso acaba! Boa semana a todos! Fiquem na paz!

4 de abr de 2010

#Dia O4 - Filme favorito

Mais uma escolha difícil. Eu já assisti tanto filme bom na minha vida que nem sei por onde começar. Sou eclética quanto à escolha dos tipos de filmes, sempre gosto de variar. Mas, como tive que escolher apenas um para taxar como "favorito", escolhi um dos filmes mais divertidos que eu já assisti. Sabe quando você gosta tanto de um longa, que até decora as falas? pois é.


Cara, esse filme me faz rir muito, canto todas as músicas e faço a festa com os meus irmãos. Não ligo se me julgam mal por isso. Prefiro cem mil vezes continuar sendo criança as vezes do que ser uma adulta amarga e carrancuda. Já assisti o um e o dois. Como quase todos os filmes que já assisti quem tem continuação, o primeiro prevalece como o melhor. No caso desses filmes, o segundo ficou muito "fantasiado". Enfim, se quiserem conferir o trailer do filme, cliquem aqui.


Gente, vocês não tem noção de como tive um dia corrido hoje. Programação de páscoa com as minhas crianças na igreja, ensaios, confecção de roupas... enfim, cansei mesmo! Amanhã tenho prova e sinceramente, estou perdida! Obrigada pelos comentários e FELIZ PÁSCOA!

3 de abr de 2010

#Dia O3 - Programa de TV favorito

Hoje em dia, não assisto TV com tanta assiduidade. Sei lá, na maioria das vezes quando ligo só vejo baboseiras e já vou desligando. Mas quando o #3ODays pediu meu programa de TV favorito, eu fiquei pensando... pensando... então resolvi por o programa que eu mais gostava quando assistia TV, e até hoje, quando eu lembro, dou uma assistida, rs.

No Brasil, conhecido como "Eu, a patroa e as crianças"

Gente, mesmo que fosse o pior dia da minha vida, quando eu assistia essa série não tinha como eu não rir. São abordados de maneira sarcástica problemas diários de uma família, simplesmente incrível, rs.
Já me diverti muito com a família Kyle, e com todos os outros personagens. E se, por um acaso você nunca ouviu falar dessa série o que é um absurdo, mas tudo bem,  clique aqui e saibam mais.


Oi gente! Hoje é aniversário da minha irmã, 8 aninhos *-* Vamos cantar parabéns pra ela! rsrs E vocês, estão comendo muito peixe? eu detesto peixe. Enfim, mais uma vez obrigada pelos comentários, vocês são incríveis! bjs :*

2 de abr de 2010

#Dia O2 - Livro favorito

Sempre gostei de ler. Comecei com todas as placas da cidade e em seguida, gibis da turma da mônica. Sempre fui fascinada pelo universo da leitura. Escolher meu livro favorito não é lá uma tarefa muito fácil, mesmo assim, acredito que "A menina que roubava livros - Markus Zusac" mereça seu lugar aqui. Confiram a sinopse:


A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler.

Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.

A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.


Oi pessoal, 2º dia do #3ODays e eu mal posso esperar pra cumprir toda a lista *-* Ao contrário do que pensei, estou sim aproveitando o feriado e nem sequer peguei no meu caderno para estudar :O Pretendo fazer isso amanhã. Amanhã vamos ao #Dia O3. bjs :*

1 de abr de 2010

#Dia O1 - Música favorita

Muitas vezes, um música é capaz de expressar tudo que sentimos e até mais que isso. Já postei uma vez que essa música significava muito pra mim, mas como o #3ODays pediu a minha música favorita, depois de pensar por hooooooooras, cheguei a conclusão de que tem que ser ela mesma. Assista:



É isso ai :)